6 de janeiro, dia que a Santa Coroa retornou à Hungria

A Santa Coroa da Hungria, também conhecida como Coroa de Santo Stephan, foi usada pelos monarcas húngaros durante a maior parte da existência do Reino da Hungria; reis foram coroados com ela desde o século XII. Porém, a coroa ficou fora do país por três décadas: a relíquia histórica foi devolvida no dia 6 de janeiro de 1978, pelos Estados Unidos.

Quando Stephan se tornou Rei da Hungria no dia de Natal do ano 1000, o Papa Silvestre II deu-lhe esta coroa como presente. Stephan havia resolvido elevar a Hungria ao status de reino cristão, colocando-a em pé de igualdade aos outros estados europeus.

Ele astutamente solicitou sua coroa ao Papa, o líder espiritual da Europa Ocidental, e não ao Sacro Imperador Romano. Essa coroa se tornou um dos símbolos mais poderosos da nacionalidade húngara.

Durante a Segunda Guerra Mundial, a coroa e as insígnias foram enterradas pelos guardas no Castelo de Buda em outubro de 1944. Depois que Ferenc Szálasi chegou ao poder, ele desenterrou-a e levou-a para Áustria no dia 27 de março de 1945, para salvá-lo das tropas soviéticas.

No final da Segunda Guerra Mundial, as joias da coroa foram transportadas para a Europa Ocidental e eventualmente dadas ao Exército dos Estados Unidos pela Guarda da Coroa húngara para serem protegidas da União Soviética.

Durante grande parte da Guerra Fria, a coroa foi mantida no Depositário de Ouro dos Estados Unidos (Fort Knox, Kentucky) ao lado da maior parte das reservas de ouro da América e outros itens históricos inestimáveis. Depois de passar por uma extensa pesquisa histórica para verificar se a coroa era genuína, ela foi devolvida ao povo da Hungria por ordem do presidente dos Estados Unidos Jimmy Carter em 6 de janeiro de 1978.

A decisão do presidente Jimmy Carter de devolver a coroa em 1978 foi controversa e se tornou uma questão de disputa. Mas Carter sentiu que era justo que a Coroa fosse devolvida antes que toda uma geração de húngaros atingisse a maioridade sem entender seu simbolismo. Afinal, disse ele, a Coroa pertencia ao povo húngaro.

Finalmente, a coroa foi devolvida ao povo da Hungria com a condição de que ela fosse exibida no Museu Nacional, e em 2000 foi cerimonialmente transferida para o Parlamento, onde juntamente com o Cetro e o Orbe podem ser vistos até os dias de hoje, o manto real foi deixado no Museu Nacional.

Deixe uma resposta